...
 
Buscar
  • Dr. João Mussi

Dedo em martelo - Saiba quais as causas, sintomas, como diagnosticar e tratar esta condição.

O dedo em martelo é uma condição em que a ponta do dedo (falange distal) fica flexionada para baixo, não sendo possível movimentá-la para cima sem a ajuda da outra mão. A condição pode atingir a ponta dos dedos das mãos e pés, mas pode ser revertida.


Causas


Bastante comum em praticantes de esporte com bola, tanto profissionais quanto amadores, as causas mais comuns da condição do dedo em martelo são: a ruptura do tendão extensor, responsável pela sustentação da ponta do dedo, podendo ser causada por um trauma ou uma lesão ou por uma fratura da estrutura óssea ligada ao tendão.


Sintomas


Os principais sintomas desta condição incluem:


● dor na região afetada;

● dificuldade de esticar a ponta do dedo atingido;

● hematoma no dedo ou embaixo da unha;

● inchaço na região.


Diagnóstico


O diagnóstico do dedo em martelo é feito por um ortopedista especialista em mãos, geralmente por meio de uma radiografia.


É importante ressaltar que, quanto antes a condição for diagnosticada e tratada, melhores são as chances de uma boa recuperação e menores são os riscos de sequelas de mobilidade.


Tratamento


O tratamento para o dedo em martelo pode ser conservador ou cirúrgico. Com o tratamento conservador, a imobilização do dedo por algumas semanas é suficiente para a recuperação, entretanto, alguns casos devem ser tratados com procedimentos cirúrgicos, como quando ocorre a ruptura total do tendão e/ou fraturas com fragmentos maiores, por exemplo.


Quando não tratada, a condição do dedo em martelo pode evoluir para uma outra deformidade chamada pescoço de cisne, uma condição que dificulta a função manual e é caracterizada pelo desbalanço entre a flexão e a extensão do dedo.


Ainda que tratada corretamente, a condição do dedo em martelo pode levar a uma perda de força de extensão e da mobilidade do dedo permanentemente, ainda que na maioria das vezes a perda seja pequena e não prejudicial para a realização das atividades cotidianas.


Para garantir que você seja bem assistido, procure um cirurgião especialista em mãos e não hesite em diagnosticar e tratar esta condição. Valorize as suas mãos!

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo