Lesão de Stener

As lesões de Stener são vistas no contexto de um ligamento colateral ulnar da articulação metacarpofalângica do polegar.

 

Normalmente, o ligamento colateral ulnar encontra-se profundamente ao tendão do músculo adutor do polegar. A lesão de Stener é caracterizada pelo deslizamento da extremidade rompida do ligamento colateral ulnar superficial ao músculo adutor aponeurótico(adutor do polegar), de tal forma que agora há interposição do músculo adutor do polegar entre o ligamento colateral ulnar e a articulação MCP. Isso evita a cicatrização e é uma indicação para o reparo cirúrgico.​

 

A avaliação para uma lesão de Stener requer ressonância magnética ou ultrassonografia de alta frequência. Estes estudos são geralmente realizados após o diagnóstico do polegar em uma radiografia da mão. Uma lesão de Stener é a retração proximal das fibras do ligamento, que parece uma pequena massa deslocada superficialmente à aponeurose adutora, isso dá uma aparência de cordas tanto em ultrassonografia quanto em imagens de ressonância magnética.

Screen Shot 2019-11-10 at 19.17.10.png